HomeCarro

Como Fazer um Seguro de Carro

Como Fazer um Seguro de Carro
Like Tweet Pin it Share Share Email

Fazer um bom seguro de carro previne você de muitas dores de cabeça. Ele previne você de prejuízos não programados, caso se envolva em algum acidente no qual tenha muitos estragos no seu carro ou ainda caso precise pagar os danos causados em carros de terceiros. Mas como fazer um seguro de carro?

Atualmente existem muitas empresas que prestam este tipo de serviço, com os mais diversos valores possíveis. E, definitivamente, não é só pelo valor do seguro que você deve se pautar. Para escolher um seguro eficiente, você precisará que ele tenha todas as coberturas que possivelmente você utilizará em caso de acidentes.

Veja também tudo sobre seguro de carro.

Para ajudar você nessa escolha tão complicada, separamos algumas dicas que poderão facilitar. Aí vão elas:

Primeiro Passo: a Cotação

O primeiro passo é fazer a cotação com as diferentes companhias do mercado de seguros de carros. Este é o momento de dar as informações que serão importantes para a seguradora pautar o custo, como, por exemplo:

  • Seus dados pessoais;
  • Se você será o único condutor;
  • Detalhes do carro: modelo, marca, cor, número de portas;
  • Quanto você utiliza o carro diariamente;
  • Se faz muitas viagens;
  • Se fica estacionado na rua, ou no estacionamento, etc.

Depois de passadas estas informações, muito rapidamente as seguradoras enviarão as propostas para você. É realmente bem rápido. Aí é preciso prestar atenção nos seguintes pontos:

Valor da Franquia – a franquia é o valor que a seguradora cobrará de você, além das prestações, caso ocorra algum acidente com o seu carro. Por isso, é muito importante comparar os valores das franquias das cotações que você recebeu. Além do valor, verifique se a franquia é normal ou reduzida. Se o valor da franquia for reduzida, você paga uma parcela um pouco maior por mês, mas a taxa que precisa pagar para a seguradora é menor. Se a franquia for normal, o valor do seguro é mais barato, mas você precisará gastar mais se tiver algum problema.

Tipo de indenização – verifique como é feita a indenização no caso de perda total ou roubo. A maioria das seguradoras segue o valor do carro na FIPE, outras combinam um valor.

Cobertura para desastres – aqui depende muito de onde você mora. Mas algumas seguradoras não cobrem enchentes, incêndios e outros desastres, como quedas de árvores, por exemplo.

Danos a terceiros – a maioria das seguradoras oferece este serviço, mas geralmente é um adicional e talvez ela não te passe na primeira cotação. Este item é muito importante, pois garante que você não vai precisar gastar muito caso seja o responsável por um acidente.

O que o seguro não cobrirá – algumas seguradoras colocam regras para a cobertura. Idade do condutor, local onde ocorreu o acidente, etc.

2º Passo: Contrate!

Pronto! Depois de verificar todos estes pontos, você pode ficar tranquilo de que escolheu a melhor seguradora. Basta escolher aquela que mais se adapta às suas necessidades e a que lhe deu o melhor atendimento. Acredite, isso faz muita diferença!

Assim que você der a resposta, receberá seu contrato. Aí basta assinar e esperar pela apólice.

Comentários (0)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *